Portugal de carrinha

Depois de vários anos, finalmente tirei umas férias longas em que não fui viajar de bicicleta (nem a levei comigo). A Filipa queria visitar os Picos de Europa e eu aproveitei para a convencer a irmos até lá com calma e explorar um bocado (mais) o interior do país.

Montemor-o-novo

Montemor-o-novo

Montemor-o-novo

Marvão

Marvão

Marvão

Foi a minha primeira experiência a viajar numa carrinha e, ainda tendo saudades da bicicleta, o certo é que vale a pena ter um colchão de verdade e não sentir o peso de toda a bagagem nas pernas. A visita a Marvão fica bem mais fácil assim…

Idanha-a-nova

Idanha-a-nova

Idanha-a-velha

Penha Garcia

Penha Garcia

Penha Garcia

A primeira parte da viagem aproveitámos para revisitar muitos dos lugares pelos quais pedalei faz três anos no meu caminho à Noruega. Pelo Alentejo e a zona das Aldeias Históricas eu é que fui o guia.

Monsanto

Monsanto

Monsanto

Castelo Rodrigo

Douro Internacional

Foi a partir do Douro, precisamente aquela zona de Portugal que mais perto fica da minha terra, que eu passei a ser o guiado. Só depois de dez anos a morar em Lisboa é que finalmente fiquei a conhecer esta parte do país, à qual hei-de voltar para conhecer tudo o que não deu tempo desta vez.

Douro Internacional

Douro Internacional

Douro Internacional

Douro Internacional

Douro Internacional

Douro Internacional

Sem reparar muito bem por onde estávamos a ir, acabamos por estacionar em Barca D’Alva, ao pé da antiga ponte dos comboios, começo (ou fim) da famosa Rota dos Túneis, que há-de ficar para a próxima ocasião. Fica cá mais um exemplo, triste, do abandono do interior neste país.

Douro Internacional

Douro Internacional

Douro Internacional

Douro Internacional

Douro Internacional

Miranda do Douro

Já pouco antes de cruzar a fronteira fomos visitar as cidades de Miranda do Douro e Bragança, para aproveitar a comer a famosa “puosta” e conhecer a única zona bilingue do país.

Miranda do Douro

Miranda do Douro

Miranda do Douro

Miranda do Douro

Bragança

Bragança

Por último, ainda fizemos uma visita a Rio de Onor e Puebla de Sanabria, já do outro lado da fronteira, antes de acelerar em direção aos Picos de Europa. E ficarei sempre a perguntar-me como é que tendo nascido cá ao pé, nunca tinha visitado antes.

Rio de Onor

Rio de Onor

Puebla de Sanabria

Puebla de Sanabria

Puebla de Sanabria

Esta foi uma viagem que bem merecia uns meses, em lugar duma semana, para poder conhecer bem todos os lugares pelos que passámos. A minha lista de lugares a visitar é bem maior agora, assim como a lista de trilhos a pedalar…

Puebla de Sanabria

Puebla de Sanabria

Puebla de Sanabria

Vila do Conde

Podem seguir-me no Facebook e no Instagram.

E podem ver as rotas para GPS no meu perfil no GPSies.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Portugal de carrinha

  1. A reportagem fotográfica está muito, mas muito linda!!! Curiosamente alguns dos locais por onde passaram encontram-se na minha lista de “sítios para conhecer assim que der”… depois destas fotografias já deixava o escritório.
    Parabéns

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s